top of page
  • Foto do escritorAna Paula Batista

Alívio de ansiedade com Arteterapia


pincel e tintas

Fotografia Ana Paula Batista


Temos visto as pessoas dizendo que estão muito ansiosas, que as crianças e adolescentes estão muito ansiosos, que a nossa sociedade tem sido a sociedade da ansiedade e do cansaço. Sabemos também que o Brasil, segundo a OMS, é o país mais ansioso do mundo. Mas o que isso quer dizer?


O que é ansiedade?


A ansiedade é uma reação natural, um mecanismo de sobrevivência e autoproteção da espécie humana. Sentir ansiedade, assim como sentir medo, é normal e necessário para a nossa existência. É aquilo que sentimos diante de uma tarefa importante, de um prazo apertado, de uma prova, de uma entrevista de emprego.


E quando vira um problema?


Quando as preocupações excessivas e a sensação de ameaça passam a comprometer a qualidade de vida das pessoas, é um alerta para a possibilidade de estarmos diante de algum dos transtornos ansiosos. O cérebro passa por uma sensação de perigo, provocando no organismo respostas de luta ou fuga. Assim, é como se estivéssemos em estado de alerta o tempo inteiro.


As principais características e sintomas dos transtornos ansiosos são taquicardia, dor no peito, dor de cabeça, tensão muscular, transpiração em excesso, pensamentos acelerados, repetitivos e pessimistas, entre outros.


O agravamento dos sintomas pode ter um impacto muito negativo na vida do indivíduo, considerando que pode levar ao isolamento, baixa autoestima, compulsões e vícios. Os transtornos ansiosos podem inclusive levar a outras doenças mais graves e incapacitantes, como depressão, hipertensão, doenças cardíacas e diabetes.


A ansiedade é estar com os pés no futuro, sem vivenciar o presente. Será que alguém que não consegue vivenciar o aqui e agora sente-se feliz?


Ansiedade tem cura?


Não se fala em cura, mas sim em controle quando se trata de transtornos ansiosos. Por ser uma condição normalmente crônica, é preciso aprender a lidar com os sintomas e com as situações que podem desencadeá-los. 


Pode ser necessário o tratamento por meio de medicamentos, o que deve ser avaliado e conduzido por um médico psiquiatra. Porém, é importante também a mudança de estilo de vida, buscando hábitos saudáveis, como a prática de exercícios físicos, boa alimentação e sono reparador, além da redução, dentro do possível, de fatores de estresse.


O que pode ajudar a prevenir ou aliviar os sintomas?


Meditação


A prática da respiração consciente ou atenção plena, também conhecida como mindfulness, ajuda a nos manter no presente, além de acalmar o corpo e a mente, reduzir o estresse, a insônia e melhorar a concentração.


Autoconhecimento


Identificar as próprias emoções, saber nomear o que estamos sentindo, é um passo importante para controlar nossas reações a situações diversas. Conforme vamos nos observando e nos conhecendo, conseguimos identificar situações que servem como gatilhos para a ansiedade e muitas vezes conseguimos agir de modo a evitar ou reduzir os impactos negativos no corpo. 


Expressar aquilo que sentimos é uma forma de liberar a carga emocional, o que pode ser feito de diferentes maneiras, inclusive por meio de linguagens artísticas.


Escrita


Quando os pensamentos estão repetitivos e acelerados, escrever aquilo que se passa na mente, de forma livre e sem julgamento, pode ser uma maneira de aliviar a carga mental. A escrita livre também pode ser uma forma de expressão das emoções e de autoconhecimento.


Contato com a natureza


O contato com a natureza alivia a alma e o coração, desperta nossos sentidos, nos colocando em um estado de presença e contemplação. Percebemos que fazemos parte de um todo maior e que tudo tem o seu tempo, seu ciclo. 


Como a Arteterapia pode ajudar pessoas com ansiedade?


Pra começar, já posso adiantar que na prática a Arteterapia pode proporcionar todos os pontos acima: a atenção plena, o autoconhecimento, a expressão das emoções, o alívio da carga mental e o contato com a natureza. Assim, é possível imaginar o alívio da ansiedade com Arteterapia.


A Arteterapia, modalidade terapêutica que utiliza recursos artísticos, possibilita mudanças por ser capaz de facilitar nosso processo de ampliação da consciência e do autoconhecimento. As linguagens artísticas nos colocam em contato com nosso mundo subjetivo e nos ajudam a expressar aquilo que sentimos de maneira não verbal. Nem sempre encontramos palavras pra dizer aquilo que se passa em nosso interior.


Durante o processo, o indivíduo passa a perceber que existem diferentes lados de uma mesma situação, e também que nós somos compostos por diferentes faces que devem se integrar. Dessa forma, vamos nos desenvolvendo em nossa integralidade.


A Arteterapia proporciona ainda a oportunidade de enfrentamento de dificuldades, o exercício da criatividade, bem como a exploração e desenvolvimento das potencialidades que cada pessoa tem. Isso sem falar na estimulação cognitiva decorrente do contato com a arte, melhorando a atenção, a coordenação motora e a comunicação.


Estudos em neuropsicologia apontam para os resultados positivos da Arteterapia na redução dos sintomas comportamentais e cognitivos dos transtornos de ansiedade, especialmente por meio de atividades de desenho, pintura, modelagem, sucata, origami e colagem. Portanto, o acompanhamento arteterapêutico pode ser um poderoso aliado, junto com outras práticas e tratamentos, para promover maior qualidade de vida a quem convive com a ansiedade.


Se você não tem se sentido bem emocionalmente, procure ajuda! Não precisamos dar conta de tudo sozinhos. Existem profissionais qualificados que podem te acolher e te acompanhar nesse processo de sofrimento psíquico.


Caso queira conversar sobre o assunto, tirar dúvidas ou entender melhor como funciona meu atendimento de Arteterapia, entre em contato. Será um prazer te atender.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page