• Ana Paula Batista

A festa de um ano é para os pais ou para a criança?



Em mais de dez anos fotografando festas infantis, vira e mexe eu ouço que não vale a pena fazer festa de um ano, pois a festa acaba sendo pros pais e não pra criança ou que a criança não vai se lembrar, entre outras justificativas. Vamos lá…


A festa de um ano é para os pais? Acho que sim. E qual é o problema disso? O primeiro ano de uma criança é extremamente desafiador, cheio de novidades, mudanças na rotina, na alimentação, no trabalho, no sono. O bebê em seu primeiro ano passa de um pitico que só chora, mama e faz cocô para um pequeno ser destemido e curioso que coloca tudo na boca, adora enfiar dedinhos nas tomadas e molhar suas pequenas e fofas mãozinhas na vasilha de água do cachorro. Nesse período nascem alguns dentes e talvez apareçam as primeiras palavras. Quem sabe até os primeiros passos. Certamente as risadas mais gostosas que vamos ver na vida também surgirão no primeiro ano. Os pais têm mais é que celebrar as delícias e as dores que viveram no primeiro ano dos filhos. Eles merecem festa? Claro que sim!!!


A festa de um ano então não é para a criança? Pode ser sim! Com algumas adaptações, as crianças curtem muito suas festas de um ano. O importante é adequar o horário, o número de convidados, a duração da festa para aquilo que o bebê está acostumado. Vale a pena observar se o bebê está mais esperto pela manhã ou pela tarde, se precisa de um cochilo no meio do dia para ficar mais bem-humorado. Talvez uma festa de duas horas seja menos cansativa para o bebê do que uma festa de quatro horas, por exemplo. O cardápio também pode incluir comidinhas que o bebê e seus amiguinhos possam comer.


Não estou dizendo que você precisa fazer festa no primeiro aniversário do seu bebê, mas sim que acredito que é possível fazer uma festa para as crianças assim como acredito que mesmo que a festa seja para os pais não há problema nenhum nisso. Muito pelo contrário!


Ah… e quanto a criança não se lembrar da festa, realmente acho muito difícil ter alguma memória dessa época. Para isso servem as fotografias! As fotografias vão mostrar a decoração, o tema que a família escolheu, as pessoas que apareceram, a mãe emocionada, os amiguinhos, os presentes, brincadeiras. É com esse sentimento de produzir lembranças, mostrar as histórias paralelas que acontecem nas festas e deixar os pais despreocupados para aproveitarem o momento e celebrarem com seus convidados que fotografo as festas infantis.


Esse artigo traz algumas dicas para a festa do primeiro aniversário, entretanto ainda é preciso considerar que estamos em pandemia e adaptar alguns detalhes para maior segurança, como festinhas menores, com menor duração, se possível ao ar livre.


A festa do João aconteceu pouco antes da pandemia de Covid-19. Espero que muito em breve as pessoas possam se reunir novamente sem medo, voltar a se abraçar e celebrar a vida como antes. Estou com uma saudade danada de fotografar essas festas cheias de beijos e abraços.




10 visualizações0 comentário